Perdi oito quilos com o café verde e me sinto bem usando meu biquíni

Quando eu era criança adorava passar as férias de verão na praia. O sol, o mar, as pessoas iluminadas e sorrindo sempre me fizeram feliz.

Mas foi na adolescência que a praia passou a ser um problema para mim. A cada ano eu ganhava uns quilos a mais, consequência por descontar minhas inseguranças femininas nos potes de sorvete, e entrar no biquíni virou um pesadelo. Eu lia muitas matérias sobre tendência de moda e valorização do corpo, mas a verdade é que eu não conseguia me sentir bem, parecia que aquele corpo não me pertencia. A balança acusava sem dó 82 quilos. Não tinha vontade de me arrumar para sair de casa.

Foi então que decidi fazer um intercâmbio fora do Brasil. Escolhi San Diego, um lugar cheio de praia. Com toda perspectiva de uma vida nova, decidi que deixaria aquele corpo no passado. Acabei fazendo uma dieta bem rigorosa, que me privou de doces, carboidratos e frutas por algum tempo, mas consegui o que queria. Perdi 17 quilos em seis meses e, quando embarquei para a minha sonhada viagem, levei 4 biquínis lindos. Conheci algumas pessoas, entre eles o Augusto. Ele era brasileiro e também adorava praia. Surfava todas as manhãs e eu passei a acompanhá-lo todas as manhãs antes de ir para a escola. Com essa rotina, minha ansiedade quase desapareceu. Mas o prazo do meu intercâmbio estava acabando e, ao final dos três meses, me preparei para voltar ao Brasil. Minha despedida foi na praia, num dia friozinho mas bem ensolarado. O Augusto me acompanhou até o embarque e nos despedimos em silêncio.

Ao chegar no Brasil, minha ansiedade voltou. Sentia falta da minha rotina e, principalmente do Augusto. Passei a me alimentar de fastfood e mais uma vez não tinha vontade de sair de casa.  Começar a faculdade foi difícil, me arrastava para a aula. Quando subi na balança novamente, já tinha recuperado todo o peso perdido. O efeito sanfona. Decidi procurar ajuda médica. Queria qualquer remédio que me fizesse perder os quilos que eu ganhei. Não tinha mais roupas que servissem e meus biquínis não passavam no meu quadril. Passei a tomar remédios controlados, que me faziam emagrecer, mas mal conseguia dormir com agitação e arritmia. Sentia que não tinha mais saída. Entrei em depressão e não queria sair do sofá.

Foi quando em outubro recebi um email inesperado. O Augusto! Ele me avisava que chegaria em breve no Brasil, nas férias de julho, para visitar a família, viajaria para surfar em Florianópolis e queria a sua companheira junto. Fiquei cinco minutos imóvel. Não sabia o que fazer, o que pensar e, pior, como iria para a praia com ele com esse corpo? Me odiei por ter deixado essa situação acontecer novamente e estava decidida a não aceitar viajar com ele. Acabei contando tudo para uma colega de faculdade, que sempre me perguntava porque estava tão. Ela então me contou sobre a sua irmã, que tinha gêmeos recém-nascidos e havia perdido 28 quilos. Quis saber como ela conseguiu eliminar tanto peso em tão pouco tempo.

– Foi o café verde, ela respondeu.

Não entendi. Então ela começou a contar que a nutricionista dela indicou cápsulas de café verde, que nada mais é do que o grão do café antes de amadurecer e ser torrado. Por isso, mantém nutrientes que beneficiam o corpo. A cafeína, por exemplo, vem em quantidades maiores do que o café torrado, gerando energia para o corpo. Por ser termogênico, ajuda no emagrecimento a ação antioxidante, ajudou a regular o intestino. Fiquei muito animada, mas cheia de dúvidas, porque já senti na pele os efeitos de remédios para emagrecer. A Clara me orientou a procurar um médico de confiança para me certificar.

Fui para casa e estava com muita esperança no café verde. Pesquisei contraindicações, preços e a história do produto. Controlei a ansiedade e aguardei a recomendação do nutricionista. Ele disse que o produto é 100% natural, mas como tem poder de acelerar o metabolismo, eu deveria tomar a dosagem certa e sempre com acompanhamento médico. Passei a tomar 2 cápsulas por dia e, perto das férias do meio do ano, já havia perdido oito quilos. Faltam 15 dias para o Augusto chegar e me sinto feliz e tranquila para a nossa viagem. Não conheço Florianópolis e, confesso, estou um pouco ansiosa. Mas não aquela ansiedade que faz mal, somente aquela de querer estar logo na praia, o lugar que mais gosto de estar.

Onde comprei cápsulas de Café Verde?

Depois que fiz esse post recebi dezenas de mensagens de pessoas querendo saber onde comprei as cápsulas de café verde.

Depois de pesquisar MUITO, passar horas em fóruns e grupos do Facebook e analisar as receitas de mais de 5 produtos similares optei por comprar um produto chamado GREEN COFFEE CAPS.

Fiz tudo através da internet e tudo correu muito bem. O atendimento foi rápido e o produto chegou no prazo. Se você quiser saber mais sobre esse produto o site dele é: http://greencoffeecaps.com

 

Experimente com 50% de DESCONTO, em 12 PARCELAS e FRETE GRÁTIS

Se você não ficar satisfeita devolvemos o seu dinheiro

Atenção: Essa promoção se encerra em:

Clique AQUI Para Experimentar o GREEN COFFEE CAPS

 

 

Shoooooooow

Uma publicação compartilhada por Ana paula – Muito Mais Leve (@muitomaisleveblog) em

Tags:, , , , ,

Related Posts

by
Oie. Sou a Thais Amarante, carioca de 24 anos. Amo praia e dançar. Quero contar pra você um pouquinho da minha luta (que estou vencendo) contra a balança.
Next Post
0 shares

Você ganhou 50% de desconto para comprar as melhores CÁPSULAS de Café Verde