Em três meses, sequei nove quilos com o café verde e recuperei minha autoestima

Além de recuperar a energia, senti meu corpo modelar já nos primeiros meses

Tem duas coisas que me acompanham há algum tempo e não consigo me livrar: a vontade de comer doces e roer as unhas. Quando comecei a frequentar as festas e passear com os amigos, percebi o quanto minha timidez me deixava insegura. Todo mundo dizia que eu tinha um rosto lindo, mas eu não conseguia acreditar porque os quilinhos a mais não me deixavam enxergar isso no espelho.

No começo eu descontava nas minhas unhas, que acabavam até sangrando de tanto que eu roía. Não conseguia nem pintar para deixá-las mais bonitas de tão curtinhas que ficavam. Quando não tinha mais unhas para roer, eu acalmava a ansiedade comendo chocolate. Uma barra grande por dia passou a ser o meu refúgio para esquecer os olhares na faculdade e do garoto que eu me apaixonei platonicamente. Mesmo apaixonada, passei a evitá-lo nos corredores e também nas festas. Preferia me esconder a enfrentar tudo isso.

Acabava vendo a vida das minhas amigas nas redes sociais e sonhando com o dia que também pudesse ter uma vida normal e feliz. O tempo passou comigo atrás da tela do computador e, aos 21 anos, eu mal saía de casa. Festa de formatura nem pensar. Foi nessa época que comecei a sentir dores nas costas e também cansaço. No começo achei que fosse consequência das horas de estudo e leitura para o meu trabalho final.

Fiquei apreensiva e, com medo, resolvi procurar um médico. Depois de consultas e exames, não tinha nenhum problema de saúde, exceto o fato de estar com 84 quilos e ouvir do médico que meu peso era considerado obesidade. Essa palavra caiu como uma bomba nos meus ouvidos.

Decidi que aquilo não podia continuar. Fiz uma dieta famosa que prometia emagrecimento rápido e cheguei aos 80 quilos. Me matriculei na mesma semana em uma academia. Comecei a treinar boxe e, em um mês, consegui perder mais 4 quilos. Eu realmente não acreditava que aquilo estava acontecendo. O esforço estava valendo a pena. Foi aí que um novo aluno chegou na academia. Era o meu amor platônico da faculdade, o Sérgio.

Daquele dia em diante as aulas se tornaram uma tortura. Não sabia mais como agir, como me comportar e a insegurança foi tomando conta de mim outra vez. Comecei a evitar a academia e agora só uma barra de chocolate já não satisfazia a minha ansiedade. Ganhei tudo que perdi em um mês e voltei a me trancar em casa. O pesadelo tinha voltado.

Sentia um misto de ansiedade com depressão, falta de ânimo e tristeza. Foi quando, de volta à tela do computador, levei o maior susto da minha. Uma solicitação de amizade do Sérgio! Não sabia muito bem o que fazer, mas num impulso, aceitei. Ele havia deixado um recado dizendo que me encontrou no grupo da academia e queria saber se eu estava bem e por que não estava frequentando as aulas. Sem o olho no olho, tomei coragem e contei que estava me sentindo mal por não conseguir vencer a ansiedade e a vergonha de estar acima do peso.

O Sérgio leu e demorou a responder. Acho que nunca senti tanta ansiedade aguardando uma resposta. Para minha surpresa, ele disse que já passou pelo mesmo que eu. Que depois que deixou o colégio, antes da faculdade, engordou e passou a fazer várias dietas, tomando, inclusive, alguns remédios controlados para emagrecer, mas isso só prejudicou a saúde e a autoestima dele. Foi o seu terapeuta que o tirou desse efeito sanfona recomendando um produto chamado café verde.

Segundo ele, o café não é torrado, por isso, mantém propriedades que ajudam a manter a saúde. No caso dele, diminuiu a vontade de comer, regulou o intestino e acelerou o metabolismo. Com isso, ele perdeu peso e encontrou disposição para treinar.

Se havia funcionado com ele, resolvi que era hora de tentar. Em apenas 40 minutos de pesquisa, peguei as informações sobre as cápsulas de café verde. Ele é termogênico, por isso, acelera o metabolismo ajudando a emagrecer. Dá ânimo e disposição por conter cafeína, retarda o envelhecimento por ser antioxidante e ajuda na absorção de glicose. Voltei ao médico para saber se havia contraindicação e ele disse que, acompanhado por um profissional e tomando a quantidade certa, era um produto seguro.

Nem preciso dizer que hoje, três meses depois de começar a tomar o café verde, sou outra pessoa. Estou caminhando para atingir a minha meta de perder 16 quilos.

Já sequei 9 e estou orgulhosa de conseguir comer um pedaço de chocolate uma vez por semana. Estou mais tranquila, focada na saúde e nas aulas de boxe, que não perco nunca, já que ele mantém a minha saúde física e mental.

O Sérgio me ajuda muito nas aulas e estamos cada vez mais próximos. Ele me disse que estou mais confiante e segura nas aulas. O que ele nem imagina é que foi a sua história que inspirou o meu final feliz.

Onde comprei cápsulas de Café Verde?

Depois que fiz esse post recebi dezenas de mensagens de pessoas querendo saber onde comprei as cápsulas de café verde.

Depois de pesquisar MUITO, passar horas em fóruns e grupos do Facebook e analisar as receitas de mais de 5 produtos similares optei por comprar um produto chamado GREEN COFFEE CAPS.

Fiz tudo através da internet e tudo correu muito bem. O atendimento foi rápido e o produto chegou no prazo. Se você quiser saber mais sobre esse produto o site dele é: http://greencoffeecaps.com

 

Experimente com 50% de DESCONTO, em 12 PARCELAS e FRETE GRÁTIS

Se você não ficar satisfeita devolvemos o seu dinheiro

Atenção: Essa promoção se encerra em:

Clique AQUI Para Experimentar o GREEN COFFEE CAPS

 

 

Esse realmente funciona

Uma publicação compartilhada por Ana paula – Muito Mais Leve (@muitomaisleveblog) em

Tags:, , , ,

Related Posts

by
Olá, me chamo Raquel e quero compartilhar com você (e te inspirar) um pouco do que fiz até aqui para perder 9 kilos em mais ou menos três meses.
Previous Post Next Post
0 shares

Você ganhou 50% de desconto para comprar as melhores CÁPSULAS de Café Verde